domingo, 19 de abril de 2009

Bingos proibidos em Jaraguá do Sul


*Do Jornal A Notícia, de Jaraguá do Sul


Três bingos promovidos para pessoas da terceira idade foram fechados em Jaraguá do Sul. O mesmo entendimento será aplicado em Seara e Itá.


Depois da Operação Game Over, que resultou na prisão de bicheiros, policiais e até da delegada regional Jurema Wulf, o alvo agora são estes bingos, promovidos, geralmente, em fundos de quintais.


Na semana passada, cumprindo determinação do Ministério Público, a Polícia Civil fechou os bingos e apreendeu centenas cartelas, globos de sorteio e brindes. Por serem bingos da terceira idade, o delegado Bruno Effori garante que a abordagem foi pacífica.


A proibição não agradou quem promovia nem quem participava. Maria de Oliveira, 77 anos, dona de um dos bingos, afirma que o único objetivo era a integração.


"Era uma união familiar. Vinham avós, filhos e netos. Os brindes eram simbólicos. Eu só sorteava produtos alimentícios e de limpeza. O dinheiro arrecadado servia para pagar meu aluguel e me manter", diz Maria, que é viúva há mais de 15 anos.


Os bingos fechados estavam nos bairros Ilha da Figueira, Barra do Rio Cerro e Nova Brasília. O de Maria funcionava nos fundos da casa dela no Ilha da Figueira. No momento da abordagem, ela afirma que 102 pessoas estavam aguardando o começo do bingo.


O jogo ocorria nas manhãs das quartas, sextas e domingos. Eram vendidas 16 cartelas por R$ 5. "Meu marido até chorou quando soube que o bingo foi fechado. Era a única diversão dele", conta Tereza Bruhmüller, 72 anos, que frequentava o local com o marido Ricardo, 85 anos.


O delegado Effori explica que onde houver venda de cartelas, independentemente do valor e da finalidade, será considerada prática de jogo de azar. "O artigo 50 da lei federal de contravenção penal prevê de três meses a um ano de prisão para a prática de jogo de azar, e multa", afirma.
Os alimentos e produtos de limpeza recolhidos nos bingos foram doados para o Abrigo Provisório de Crianças Família Hildegard Huffenüssler de Jaraguá do Sul.

Nota da Promotoria de Seara

Conforme estudos avançados (vide site do Dr. Dráuzio Varella), o bingo vicia tanto quanto alguns tipos de droga, como a cocaína. Pessoas idosas acabam tendo mais risco por estarem muitas vezes fragilizadas diante da sociedade e da família.

A não ser excepcionalmente, em bingos beneficentes, não será tolerada a atividade nas Comarcas de Seara e Itá.

Nenhum comentário: