terça-feira, 27 de julho de 2010

Guilherme Schwinn vai a júri em Chapecó


Na próxima quinta-feira, dia 29, vai a Júri Popular em Chapecó Guilherme Schwinn Rodrigues, acusado de duplo homicídio no trânsito.

Conforme o Ministério Público, no dia 16 de abril de 2005, às 5h30, na rua Getúlio Vargas, Guilherme transitava em alta velocidade e atingiu o veículo conduzido por Régis Robinsson Rodrigues, matando Régis e a caroneira Jaqueline Inês Costa na hora, devido à violência do impacto.

Um taxista que viu todo o acidente informou que Guilherme estava em altíssima velocidade e que passou por um carro "bufando", ou seja, provocando um racha. Um motorista que transitava pelo local também confirmou a intenção de Guilherme em fazer o racha. Outras testemunhas disseram que Guilherme estava embriagado.

O carro das vítimas foi lançado a 18,30m do local do acidente e ficou totalmente destruído. Régis foi lançado para fora do carro. Jaqueline ficou entre as ferragens, mas também não resistiu e morreu no local.

Guilherme se recusou a fazer o bafômetro e a ceder sangue para análise.

O júri se reunirá às 9h. Na acusação trabalhará o Promotor de Seara, Eduardo Sens dos Santos, que foi designado pela Procuradoria-Geral de Justiça para a sessão de julgamento. Atuará na assistência de acusação a advogada Luciana Franzen, representando os parentes das vítimas, dentre elas a mãe de Régis, que fazia serviços de prevenção da violência no trânsito pela Pastoral da Criança, em Chapecó.

Se condenado, Guilherme ficará preso por aproximadamente quatro anos, quando poderá progredir para o regime semiaberto.

2 comentários:

Anônimo disse...

o julgamento aconteceu, mas infelizmente nem tudo ocorreu da maneira como deveria. Uma pessoa mata 2 pessoas no transito e é condenado a 7 anos de prisao em regime semiaberto! Faze o que né a justiça no Brasil é assim mesmo.
7 anos é pouco para duas vidas.

Anônimo disse...

caro colega, a justiça nesse caso foi feita pelo juri (sociedade) o juiz apena aplicou a dosimetria de acordo com os votos dos jurados.