quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Até logo Seara


Infelizmente a carreira de promotor de justiça exige despedidas. Esta é a mais dolorosa da minha carreira. Há três anos e três meses cheguei a Seara sabendo ser apenas a cidade das borboletas. Hoje, saio promovido, para ficar mais perto da família, mas com a certeza de ter vivido na cidade dos amigos, da conversa gostosa, da deliciosa culinária italiana, do povo responsável, ordeiro, colaborador e gentil.

Já sinto saudades. Andar pelas ruas e ser cumprimentado sempre com sorrisos. Almoçar com amigos. Contar com o apoio, sempre incondicional, da população, dos funcionários públicos, dos advogados, da polícia. Agora sei: é por isso que volta e meia algum promotor ou juiz mais antigo que tenha passado por aqui me pede que transmita abraços aos velhos e bons amigos.

Atribuo a esse povo encantador o sucesso de diversas ações da promotoria. Sem o apoio de tantas pessoas, pouco seria possível concretizar. Começo lembrando da regularização de loteamentos, das calçadas, da investigação contra as drogas; lembro também do combate à poluição atmosférica (Farol, por exemplo) e sonora e do blog da Promotoria, que teve 630 postagens, com mais de 120 mil acessos. Lembro também das verdadeiras batalhas travadas com operadoras de telefonia em prol dos consumidores da cidade e do interior, da ação para suspender o loteamento, via licenças ambientais, do rio Irani, da Operação Moccus, que desbaratou grande esquema de sonegação fiscal e permitiu a prisão de dois fiscais corruptos. Outra das grandes conquistas foi tornar ampla e irrestrita a publicidade de atos oficiais, com a exigência de publicação nas páginas das prefeituras municipais, transformando o cidadão em fiscal da lei.

As diversas campanhas idealizadas pela Promotoria, dentre elas o Projeto Redigindo o Futuro, não teriam o mesmo sucesso em outras cidades. Aqui contaram com o apoio de abnegados cidadãos, pessoas que chamam para si a responsabilidade por uma cidade melhor.

Lembro também das inúmeras palestras nas escolas, das entrevistas na rádio, dos júris e audiências, do atendimento ao público... embora difícil, trabalhosa e por vezes muito estressante, a profissão de promotor de justiça tem um doce sabor. Permite ver resultados nos olhos das pessoas, enchendo nosso travesseiro da sensação de dever cumprido.

Claro que nem sempre acertei. Errei, e por isso peço desculpas. Mas – aprendi cedo – quando erramos com a intenção de acertar, com o objetivo de fazer o nosso melhor, o erro não é simplesmente erro; é aprendizado. E este aprendizado levarei para toda a minha vida.

São tantas as pessoas que passam por nossa vida num curto espaço de três anos que seria absolutamente injusto tentar nominá-las aqui. Agradeço então às instituições, feitas de pessoas, pedindo que todos sintam-se aqui abraçados e recebam meu muito obrigado. Em primeiro lugar, aos servidores do fórum de Seara, com quem trabalhamos: todos os servidores e estes dedicados magistrados, trabalhadores incansáveis em busca da rápida realização da justiça. À Polícia Militar e Civil, e aos Bombeiros, também fica o registro de meu enorme débito. Sem pessoas com a responsabilidade social dos policiais e bombeiros que temos em Seara, pouco ou nada realizaria um promotor de justiça. Saiba a população que é graças ao empenho sobre-humano destes homens e mulheres que a justiça é efetivamente feita. As prefeituras municipais também têm grande parcela de mérito pelo que se faz numa promotoria. O respeito às recomendações e à legalidade, acima de tudo, torna as prefeituras o verdadeiro espaço da cidadania. Aqui incluam-se também conselhos tutelares, as vigilâncias sanitárias, os fiscais de obras e posturas, o Procon e todos os servidores públicos em geral, incluindo secretários municipais e estaduais, e prefeitos. A imprensa, por sua vez, foi também intensa colaboradora da promotoria. Sem seu apoio dificilmente teria o Ministério Público conseguido apontar suas forças na direção esperada pela sociedade.

Agradeço, também, mas com igual ênfase, aos advogados. E o interessante aqui é que, embora na maior parte das vezes estivéssemos em lados contrários do processo, sempre trabalhamos em prol da mesma causa. Para que a justiça seja feita é preciso igualdade de forças e armas. Por isso, quando se contrapôs nos processos a defesa intransigente dos direitos das partes, pelos advogados, com a defesa intransigente dos direitos da sociedade, pela promotoria, o sumo deste trabalho dialético foi sempre a Justiça.

Por fim, fica o registro especial de agradecimento à equipe da Promotoria de Justiça, chefiada pela competentíssima Daniela Bresolin. O promotor coordena e dirige, mas o trabalho duro e incansável tem por trás dele pessoas como a Daniela, a Daiane, a Michele, a Sara e a Josiane, além das estagiárias e estagiários que passaram por aqui e que jamais serão esquecidos: Angélica, Darcieli e Rômulo.

Agradeço, enfim, à população de Seara pela calorosa acolhida e coloco-me à disposição, como amigo ou promotor, para o que estiver ao meu alcance.

Eduardo Sens dos Santos
eduardo_sens@yahoo.com

4 comentários:

Anônimo disse...

Parabens pelo belo trabalho que o Sr desenvolveu aki na regiao ,a agricultura familiar fica devendo a Sr.mas

fabio de oliveira disse...

Parabéns, pelo ótimo trabalho que desenvolveu em Seara o povo de Seara só tem que agradecer´muito sucesso nesta nova empreitada,pois sempre nos mostrou como um promotor deve trabalhar com justiça, um grande abraço do grupo thurminha da alegria

Anônimo disse...

Não é dolorosa a partida apenas para que vai. Também o é para quem fica.

Seara não perde apenas um promotor atuante, mas perde um cidadão de bem, daqueles que se quer - e precisa - ter por perto sempre.

Inevitavelmente, todos sentirão falta. Conforta, contudo, saber que quem vai, vai com saudade.

Aqui as portas permancerão abertas como forma de gratidão pelo brilhante trabalho realizado ao longo dos últimos três anos.

Votos sinceros de sucesso e felicidade pessoal e profissional.

Que Xanxerê os receba com a altivez merecida e que quem venha traga consigo dose semelhante de competência e dedicação.

Forte abraço!

Si Poganski disse...

Só temos a agradecer pelo trabalho e dedicação à Seara, nos mostrou em cada ato, como devemos agir no dia-a-dia e na vida. Foi íntegro, mais do isso, foi amigo, conheceu Seara e seu povo e também nos permitiu conhecer o seu mundo, até então, desconhecido. Hoje temos uma Seara melhor e com mais potencial, e é claro, que sem a sua parceria e iniciativa não teríamos está realidade. Obrigada e parabéns pela promoção, votos de muito sucesso nesta nova fase e na vida!